text message tracker for iphone free phone spy mobile iphone sms spy useing bluetooth app iphone monitoring app
Prev Next
IRS 2016

Abril 2016 - Como Colaborar ? CONSIGNAÇÃO FISCAL DE 0,5% DO SEU IRS 2016 (sem quaisquer custos para si)     A Lei 16/2001 (artigo 32 nº4 e 6) regulamenta estes actos de solidariedade através da consignação do imposto já liquidado pelo cidadão contribuinte. A contribuição através da Declar...

LER MAIS ...
S. Francisco de Assis

S. Francisco de Assis 2015   S. Francisco de Assis segundo o Papa Francisco  

LER MAIS ...
S. Boaventura

S. Boaventura 2015   CONVITE - ENTRADA LIVRE Sarau cultural para celebrar São Boaventura com a Encíclica «Laudato si» do Papa Francisco   No próximo dia 15 de julho, dia de São Boaventura, padroeiro do Convento Franciscano de Montariol, às 21:30h, na igreja do convento, terá lugar um Sarau cu...

LER MAIS ...
FDF_SICAD

Fev 2015   Assinatura do Contrato de Convenção entre o SICAD e a Domus Fraternitas       No dia 6 de fevereiro, em Lisboa, teve lugar a assinatura do Contrato de Convenção entre o Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências (SICAD) e a Domus Fraternitas – Fundação d...

LER MAIS ...
Dia Mundial do Doente 2015

DIA MUNDIAL DO DOENTE 2015   “O tempo gasto junto do doente é um tempo santo.”     CELEBRAÇÃO DO DIA MUNDIAL DO DOENTE 11 de fevereiro de 2015   PROGRAMA: 15H30 – Eucaristia 16H30 – Lanche   Esta Celebração é participada pelos doentes e pelos colaboradores deste Centro. A presenç...

LER MAIS ...
Dia Mundial dos Cuidados Paliativos

DIA MUNDIAL DOS CUIDADOS PALIATIVOS - 11 DE OUTUBRO 2014   No âmbito do Dia Mundial dos Cuidados Paliativos, que se assinala no dia 11 de outubro, sob o lema "Quem se preocupa em fazer chegar os cuidados paliativos a todos os que deles necessitam?", a Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos (...

LER MAIS ...
Novos Orgaos Sociais (news 11)

12 Outubro 2013   - TOMADA DE POSSE DOS NOVOS ÓRGÃOS SOCIAIS DA FUNDAÇÃO DOMUS FRATERNITAS -       No dia 12 de outubro de 2013, teve lugar a tomada de posse dos novos órgãos sociais da fundação Domus Fraternitas. A cerimónia foi presidida pelo presidente da Assembleia Geral, Frei Vítor Me...

LER MAIS ...
O Espírito que dá VIDA (news8)

22 Set 2012   - O ESPÍRITO QUE DÁ VIDA Disponibilizamos aqui a publicação online do livro intitulado "O Espírito que dá Vida". Este livro, que tem a particularidade de ser da autoria do nosso presidente Frei José Neves, fala-nos sobretudo de toda a história da Domus Fraternitas, desde a sua ori...

LER MAIS ...

ATALHOS RÁPIDOS

DomusFraternitas.jpg

CALENDÁRIO

«  Julho 2018  »
STQQSSD
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031 

COUNTER

APOIOS & PARCERIAS



PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

COMUNIDADE TERAPÊUTICA S. FRANCISCO DE ASSIS

 

 

REGULAMENTO INTERNO - Normas

 

A vida na comunidade assenta num conjunto de princípios humanos valorizados por S. Francisco de Assis: o cuidado com a educação, a amabilidade, a sinceridade, a confiança mútua, o controlo de si mesmo, a delicadeza, a cortesia, o sentido de humor, o espírito de partilha, o perdão, a aceitação recíproca, a capacidade de diálogo e de comunicação e a adesão sincera a uma benéfica disciplina comunitária.

 

 

Tarefas


- Todos os residentes estão sujeitos às tarefas necessárias para a manutenção e o bom funcionamento da casa;

Essas tarefas:

- Devem ser exercidas com empenho e dedicação;

- Visam o crescimento pessoal, individual e comunitário, de cada residente;

- Contribuem para a sua crescente responsabilidade;

- Têm por objetivo a limpeza integral e o asseio da casa, assim como as tarefas da cozinha, refeitório, copa, lavandaria e quintal;

- Devem ser cumpridas segundo a escala de serviço organizada pelos Auxiliares de Terapia e durante as mesmas não é permitido ouvir música;

- A Equipa Terapêutica pode aprovar outras tarefas fora da comunidade.

 

 

Visitas


As visitas dos responsáveis pelo internamento devem ter um sólido apoio À terapia de recuperação. Para isso, os visitantes devem:

- Marcar visita com o Técnico de Serviço Social;

- Ser recebidos pelo Técnico de Serviço Social, que estabelecerá o tempo de visita e informará sobre a situação clínica dos residentes;

- Procurar uma aproximação saudável e responsável com os residentes;

- Abster-se de dar aos residentes bebidas alcoólicas, dinheiro, estupefacientes e telemóveis (que só são permitidos na 2ª fase);

- Fazer a visita em dias úteis;

- Evitar que ocorram durante a visita situações graves, pois, se ocorrerem, a visita será imediatamente interrompida;

- Ser informados de que as visitas terão a seguinte periodicidade:

- A 1ª visita nos finais do 1º mês de internamento;

- A 2ª visita nos finais do 2º mês (sendo estas duas primeiras visitas efetuadas dentro dos espaços da Comunidade);

- as visitas seguintes, a partir do 2º mês e meio, poderão ser efetuadas de 15 em 15 dias e poderão ser fora dos espaços da Comunidade, por um período máximo de 2h, caso o residente obtenha nota de bom comportamento;

- Ter presente que as situações em que se pretende que o residente se desloque à família deverão ser comunicadas com antecedência ao Técnico de Serviço Social, para que possam ser avaliadas por toda a Equipa Terapêutica;

- Saber que quando o residente completar o 5º mês de internamento, este poderá ir À família durante 12h, caso esta reúna as condições julgadas necessárias e se responsabilizem por ele. Quando o residente completar 6 meses de internamento, poderá então visitar de novo a família durante 2 dias, caso a Equipa Terapêutica o considere conveniente e a família assuma a total responsabilidade;

- No dia do seu aniversário o residente tem direito a uma visita extra e um passeio devidamente acompanhado pela família ou responsável pelo tratamento durante o tempo que a equipa técnica achar conveniente;

- Poderá celebrar o aniversário de familiares fora da Comunidade, ou outros encontros familiares, sempre que a Equipa Terapêutica achar conveniente e por tempo determinado.

 

 

Momentos Celebrativos


- Dia de Todos os Santos (1 de Novembro): Os residentes poderão deslocar-se em celebração de homenagem aos seus familiares falecidos pelo tempo estabelecido pela Equipa Terapêutica, e acompanhados pelo responsável do tratamento;

- Dia de Natal (25 de Dezembro): Os residentes celebrarão a festa de Natal com os seus familiares desde o dia 23 à tarde até ao dia 25 à noite;

- Dia de Passagem de Ano (31 de Dezembro): O residente celebrará a passagem de ano em família, saindo no dia 31 de Dezembro até ao dia 1 de Janeiro à noite;

- Dia de Páscoa: Os residentes celebrarão a Páscoa de Jesus desde o dia de Sábado de Páscoa até ao Domingo de Páscoa à noite.

 

Notas:

- As entradas na comunidade deverão ser entre as 20h e as 23h;

- Os residentes devem sair e regressar sempre acompanhados pelos responsáveis de tratamento.

 

 

Telefonemas, Correspondência e Música


- Os residentes poderão receber uma chamada telefónica semanal, que não deverá exceder 10 minutos;

- Deve ser marcada pelo Técnico de Serviço Social e terá horário fixo;

- Todos os residentes poderão enviar ou receber correspondência postal;

- As cartas serão abertas pelo Auxiliar de Terapia na presença do residente, para evitar que entrem objetos proibidos;

- A música só poderá ser escutada nos tempos livres desde que não perturbe o ambiente comunitário e/ou ser proibida pelo Auxiliar de Terapia sempre que ela não permita a concentração da pessoa no seu tratamento.

 

 

Álcool, Drogas e Tabaco


O plano terapêutico da CT visa ajudar cada residente a viver abstinente de drogas, nesse sentido:

 

- O residente a quem for detetado consumo de drogas, álcool ou medicação não prescrita pelo médico será avaliado pela Equipa Terapêutica, sujeitando-se a ser expulso ou a cumprir a devida correção;

- O residente que introduzir e consumir na CT droga, álcool ou medicação não prescrita pelo médico será expulso;

- O residente deverá ser aconselhado e motivado a deixar de fumar tabaco ao longo do tratamento;

- A CT não permite que o residente fume mais do que 1 maço de tabaco por dia;

- A CT oferecerá o devido tratamento médico e medicação necessária aos residentes que derem provas evidentes que querem libertar-se dessa dependência, depois da primeira fase.

 


Medidas de Reconhecimento e Mérito

 

- O Diretor da CT deverá estabelecer uma entrevista pessoal com cada um dos residentes, quanto possível, de 15 em 15 dias, a fim de motivar e ajudar psíquica e moralmente a recuperar a sua dignidade humana e a preparar a sua inserção social confrontando com eles, através da ficha individual, a evolução da sua recuperação na CT;

- Todas as situações de esforço e de recuperação consideráveis devem ser manifestadas ao próprio e, sempre que for oportuno, reconhecidas publicamente por alguma gratificação ou sinal distintivo.

 

 

Medidas de Correção

 

- A CT apenas pode ajudar aqueles, e só aqueles, que desejam seriamente valorizar a sua vida e dignidade pessoais. Nesse sentido, sempre que se verifiquem casos ou situações gravosas contra o Regulamento Interno o residente será suspenso por tempo determinado ou intimado a abandonar a CT. De entre essas situações ou casos, mais ou menos graves, destacam-se os seguintes:

* A não aceitação, o desrespeito ou não cumprimento sistemático do Regulamento Interno;

* A falta de honestidade e comportamentos subversivos;

* A ausência indevida na CT;

* O desrespeito a algum membro da Direção, Equipa Técnica ou Funcionário;

* A não comparência às terapias estabelecidas;

* O uso de dinheiro ou telemóvel pelo residente durante a 1ª fase;

* A cedência de telemóvel ou dinheiro aos residentes da 1ª fase.

 

 

Caro "irmão residente", é com muita alegria e esperança que te acolhemos nesta "nossa" Comunidade. Que ela seja para ti o lema de Francisco de Assis: PAZ e BEM!

 

Aprovado pelo Conselho de Administração no dia 29 de Novembro de 2008

Aprovado pelo Conselho Geral no dia 29 de Novembro de 2008

 

 

 

 


 

 
snow byJsnowfall